Repulsa ao Sexo

pain-secSabe aqueles dias em que não há muito desejo e a vontade de ter relações sexuais passa longe? Mas, ainda assim, você não vê nenhuma dificuldade em aceitar sexo ou ainda fingir um orgasmo. Pois, saiba que este tipo de comportamento pode desencadear um problema sério de aversão sexual.

A aversão faz a pessoa sentir um medo irracional de toda e qualquer situação erótica que a envolva. Obviamente, desta forma, é impossível a pessoa vivenciar o prazer ainda que vença o estado inicial de pânico. E, mesmo assim, dificilmente, vai conseguir se comportar com certa naturalidade durante a relação sexual.

Na aversão/fobia sexual, a pessoa tem reações desagradáveis, como sentir nojo do outro. Ela pode ainda suar de forma intensa, além de tremer e até mesmo sentir falta de ar. Falando desta forma, parece até a descrição de uma doença. E, na verdade, é. Trata-se de é um quadro psiquiátrico digno de tratamento à base de remédios e terapia.

A pessoa com fobia sexual, principalmente a mulher, reage com desconforto a simples menção até de um beijo e ter nojo. “A mulher fantasia beijar o marido, que chega do trabalho, e depois, deitar no colo dele, sem ter a relação”, diz. Mas, a realidade não é essa. Na nossa sociedade, o homem ainda associa o simples ato de beijar à vontade de ter relações.

Entre as causas mais frequentes estão episódios de violência sexual e/ou experiências traumáticas; conflitos conjugais, quando, por exemplo, existe uma terceira pessoa, e uma educação restritiva e/ou que passa ideias erradas a respeito de sexo. Mas, algumas vezes é difícil identificar de forma clara uma dessas causas.

Além dessas causas podemos acrescentar o descompasso sexual e a falta de desejo. No descompasso, o homem ou a mulher podem não ter a mesma necessidade de sexo e aquele que não sente tanto desejo assim acaba cedendo. Em ambos os casos, a pessoa faz sexo só para agradar o (a) outro (a).

Por um bom tempo, alguns especialistas acreditaram que a melhor terapia nos casos de aversão era o estímulo. Como aconselhar uma pessoa que sofre de fobia sexual a comprar filmes eróticos ou acessórios em lojas especializadas? Simplesmente, não dá.

Este tipo de problema deve ser tratado com psicoterapia sexual e também medicamentos ansiolíticos ou antidepressivos. Depois de um tempo com medicamentos, o médico estimula a descoberta do corpo dela e do outro, mas sem a genitalização, ou seja, a relação sexual tem de ser proibida. No caso de descompasso sexual, em que um sente mais desejo que o outro, uma conversa aberta entre o casal se faz obrigatória.

Em Repulsa ao Sexo, do diretor Roman Polanski, a atriz Catherine Deneuve interpreta uma mulher virgem que, aparentemente, leva uma vida normal ao lado da irmã, com quem divide um apartamento. Mas, aos poucos, ela vai revelando uma verdadeira aversão a qualquer ser do sexo oposto.

É durante a trama que a loura vai mostrando a intensidade de sua fobia. A doença vai se acentuando quando a irmã passa a levar o namorado para o apartamento e ela acaba escutando toda a relação sexual do casal.

download

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s