Problemas Sexuais da Mulher e do Homem

Os problemas sexuais afetam homens e mulheres e têm causas diversas. Todas as dificuldades ou disfunções sexuais têm grande impacto na qualidade de vida, na autoestima, no humor e, particularmente, nos relacionamentos dos casais

As mulheres podem apresentar diferentes disfunções sexuais:

 

  • Ÿ Do desejo (falta de libido, vontade/apetite sexual ou falta de resposta ao estímulo), mais comum nas mulheres maduras;
  • Ÿ Da excitação (falta de sensação de prazer e lubrificação);
  • Ÿ Do orgasmo (falta do clímax), mais presente entre as adultas jovens;
  • Ÿ Além de outras disfunções como a Dispareunia (dor na penetração) e o vaginismo (dificuldade parcial ou total ao coito).

problemas-sexuais-duvida-mulher-sexo-1437681942738_615x300

Entre os homens as disfunções são:

  • Ÿ Do desejo (falta de libido), cada vez mais presente entre os homens;
  • Ÿ Da excitação (impotência ou Disfunção Erétil – DE), mais presente a partir dos 40 anos;
  • Ÿ Do orgasmo, a ejaculação precoce ou rápida (falta de controle ejaculatório), mais freqüente entre homens jovens, e a ejaculação retardada (dificuldade de ter orgasmo/ejaculação no coito ou na presença da parceira), mais presente entre homens mais velhos.

d83ce2621a6c55389a974a3ccd57a799-783x450

 

Com o avançar da idade, tanto no homem quanto na mulher, há uma baixa hormonal e, como consequência, respectivamente, podemos encontrar o relato de dificuldade em ter ou manter a ereção peniana e deficiência ou ausência de lubrificação vaginal. Essa situação é mais comum na mulher que teve pouca ou quase nenhuma atividade sexual na fase adulta, ou passou por longo período de inatividade sexual. Um problema sexual da mulher pode afetar direta ou indiretamente o desempenho sexual do parceiro. Por exemplo, percebendo o desinteresse e a falta de receptividade e de prazer da parceira com suas carícias, com o tempo, o homem pode desenvolver um quadro de ejaculação precoce (rápida), “aprendendo” a ter orgasmo rápido. Assim não deixa de “cumprir seu papel”, mantém atividade sexual e investe só o tempo “suficiente”, já que sente que a parceira está incomodada. Por outro lado, quanto mais tempo a mulher tem para viver a intimidade em casal, com calma e tranquilidade, mais chance terá de ficar excitada e satisfeita na relação sexual. Porém, com a rotina e a vida corrida e agitada de nossos dias, nem sempre terá esse tempo disponível e, quando tiver, nem sempre o desejo despertará em mesma sintonia.

No caso de o homem ter disfunção erétil, seu médico poderá optar pelo tratamento com um medicamento oral que oferece a vantagem de um tempo maior de funcionamento no organismo, permitindo assim, que ele se dedique à atividade sexual sem pressa. Isso acaba sendo vantajoso para a mulher.

Por fim, observamos que a satisfação sexual em um casal não depende só do homem ou só da mulher. As disfunções sexuais de um podem se refletir no outro, assim como o bom desempenho estimula e motiva o outro. É importante que o casal esteja em sintonia e que os interesses da mulher, tanto quanto os do homem, sejam considerados. Dizemos que o casal está adequado quando cada um está bem consigo e bem com o outro. Em geral, a presença de disfunção em um ou em ambos leva à inadequação.

vida_sexual

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s