TOP 10 2015 – “Os melhores vinhos do ano” (I)

Mantendo a tradição de muitos anos, publico no primeiro mês do ano seguinte a lista dos melhores vinhos que degustei no ano que passou. No início, e já se vão pelo menos 10 anos, a lista era publicada em uma coluna que escrevia – “In Vino Veritas” – do Jornal Estado de Minas, depois, passei a divulgá-la em meu blog http://www.vinhoesexualidade.com.br.

Graças à generosidade de amigos, pude como em outros anos, provar muitas preciosidades. E isso sempre trouxe dificuldades na hora de selecionar os melhores do ano. Fato que repetiu nesta seleção. Proponho apresentar o Top 10 2015 neste ano por categorias, regiões ou países. Inicialmente começando por “Champagnes e espumantes”, “Vinhos de sobremesa e fortificados”, “Brancos Bourgogne” e “Brancos exceto Bourgogne”. Finalmente, “Tintos Bordeaux”, “Tintos Bourgogne”, “Tintos Rhône”, “Tintos Italianos”, “Tintos Ibéricos – Espanha e Portugal” e “Tintos do Mundo (exceto as regiões anteriormente citadas)”.

Nunca é demais agradecer aos amigos generosos por estes momentos, que com certeza tocam nosso coração. Laurindo Brandelli, com sabedoria traduz muito bem isso com uma frase magistral: “Amor pelo vinho faz bem ao coração.”

O vinho é a alegria de viver, amizade, calor humano e sensibilidade. Na vida o que realmente importa é ser feliz e o vinho na quase totalidade das vezes nos possibilita esta viagem. E como bem coloca Zig Ziglar: “Felicidade não é uma estação pronta aonde se chega e sim uma maneira de viajar”.

Acredito que vivemos para ter prazer e alegria. Todos os vinhos selecionados deram muitas alegrias, mas um deles foi capaz de tocar mais profundamente. Afinal, qual foi o meu melhor vinho em 2015? Entre seis vinhos finalistas optei pelo:

vinho-5 - parte 1REMOISSENET PERE & FILS GRAND CRU RICHEBOURG 1959 

Vinho da cave do produtor que teve seu rótulo colocado – é neste momento que se paga imposto, em abril de 2015. Feito para colecionador em quantidade limitada. Beira à perfeição e ainda tem muita vida pela frente. Sábio em seus 55 anos.

Quais foram os finalistas? A “briga” foi feia com outro Bourgogne – GC Chambertin ‘90 de Lalou Bize Leroy, dois Bordeaux – Mouton’59 e Cheval Blanc ’53, um Hermitage – La Chapelle ’78, e um vinho da terrinha – Barca Velha ’64.

Abaixo temos a lista TOP 10 2015 com champanhes/espumantes e vinhos de sobremesa/fortificados. Aqueles vinhos escritos em negrito e letra maiúscula seriam os melhores na lista específica. Começamos, portanto, pelo início e o fim de momentos mágicos.

Champagnes e Espumantes

1982 KRUG VINTAGE (MAGNUM). 

1988 Krug Vintage.

1990 Krug Vintage.

1990 LOUIS ROEDERER CRISTAL. 

1996 Krug Vintage.

1996 Salon Blanc de Blancs Le Mesnil.

2001 Ferrari Giulio Ferrari Riserva del Fondatore Brut, Trentino, Itália.

2002 Bollinger La Grande Anée.

montagem 1

Vinhos de sobremesa e fortificados

1996 Chapoutier Hermitage Vin de Paille, Rhône, França.

1996 Weinbach Tokay Pinot Gris Selection de Grains Nobles, Alsácia, França.

1997 CHÂTEAU DOISY DAËNE L’EXTRAVAGANT DE DOISY DAËNE, BARSAC, BORDEAUX, FRANÇA. 

2002 Huet Vouvray Moelleux Cuvée Constance, Loire, França.

2007 Klein Constantia Vin de Constance, África do Sul.

1954 HENRIQUES & HENRIQUES TERRANTEZ, ILHA DA MADEIRA, PORTUGAL. 

1955 Burmester Colheita (engarrafado em 2011), Porto, Douro, Portugal.

1963 Fonseca’s Vintage Port, Douro, Portugal.

1966 QUINTA DO NOVAL VINTAGE PORTO NACIONAL, DOURO, PORTUGAL. 

1994 Taylor’s Vintage Port, Douro, Portugal.

montagem 3

Aguarde a parte 2 que será publicada amanhã. Santé!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s