Cinco dicas na hora de servir/beber um espumante

Outro dia estava lendo um interessante artigo de Sílvia Bohn Gonçalves em seu blog (sil-vinhas.com.br) em que ela dava 8 dicas de como não fazer feio na hora de servir/tomar um vinho. Vale muito a leitura. Acesse o link: http://www.sil-vinhas.com.br/2015/07/08-dicas-para-nao-fazer-feio-na-hora-de.html

E resolvi escrever especificamente sobre os espumantes, que naturalmente inclui o champanhe. Estes só vão mostrar suas qualidades se o seu serviço for bem feito. Abaixo você tem as cinco dicas mais importantes ao servir um espumante.

espumantes-reveillon

1 – O espumante de um modo geral deve ser servido gelado, entre 4 a 6 graus, de modo que, ao ser apreciado, esteja mais próximo dos 8 graus ideais. Para o champanhe a temperatura de serviço deve estar entre 10 a 12 graus.  Podemos cuidar da temperatura resfriando esses vinhos em balde de gelo e água – lembrar que a cada 8 minutos nesse recipiente a temperatura cai 5 graus. Isso equivale uma hora em geladeira. Sabendo disso, agora é uma pequena conta de matemática.

2 – A taça adequada para espumantes é a que chamamos de flûte ou flauta (taças com bordas estreitas), elegantes quanto à própria bebida, elas favorecem a observação das borbulhas que sobem oupérlage.

3 – Deve-se segurar a flûte sempre pelo pé ou base, nunca pela haste ou corpo da taça, pois, nesse caso, pode-se engordurá-la, dificultando a maravilhosa visão da bebida, e também aumentar a temperatura além do desejável, comprometendo a percepção dos sabores.

4 – Servir em pequenas doses, com a bebida ocupando no máximo dois terços da capacidade da taça. Ideal é que fique na metade.

5 – Ao abrir a garrafa, nada de produzir o estouro característico observado em algumas ocasiões, pois pode afetar o aroma e sabor, levando à perda grande e abrupta de gás carbônico. Com isso se perde duas das características mais diferenciadas de um bom espumante: pérlage (visão das bolinhas subindo) e frescor.

Acrescento apenas uma: antes de começar a saboreá-lo jamais se esqueça de fazer o famoso brinde do “Tim-Tim”! Sabia que palavras onomatopaicas requerem hífen? Viu que vinho não é só prazer, alegria, amizade, mas é também cultura. Então, “Santé”! (O Tim-Tim dos franceses).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s